português

LIII dia

image

Mudar-me para o Brasil não significou somente mudar os meus hábitos, deixar a minha família, os meus amigos, o meu trabalho e abraçar um cotidiano totalmente diferente. Não. Mudar-me para o Brasil  significou também viver uma aventura feita de novas pessoas, novos lugares, novas emoções e novas palavras para expressá-las.

Advertisements

XLII dia

image

Pasta al pomodoro e birra Moretti: sabor de domingo, sabor de Itália.
O meu marido, mais do que eu, talvez sinte falta de casa. Ele adora o Brasil, exatamente como mim, mas as vezes entendo o seu sentimento, então, para deixá-lo feliz, preparo um almoço italiano. E ele agradeçe ❤

XXXVI dia

image

Encontrei esse anúncio perto da parada do ônibus e me fez pensar.
Muitas pessoas dizem que eu sou corajosa; muitas me acham forte.
Mas nunca achei que essas são qualidades suficientes para salvar vidas. As vezes, penso que nem mi mesma eu seria capaz de salvar.
Porque somente o coragem não é suficiente e, ao contrario, ser corajoso pode-se revelar perigoso.

XXXIV dia

image

Tarde super legal! Partecipei de um encontro de escritores, chamado existe o amor em BH. Lindo ouvir histórias, conheçer pessoas, trocar de ideais. Passei também muito tempo com a Flavia, uma colega da oficina de criação literario. Foi uma ocasião para se coneçer de um jeito mais profundo e adorei. Na verdade com ela foi simpatia desde o primeiro encontro. Depois do café e do passeio juntas acho que posso dizer que agora tenho uma nova querida amiga.

XXXII dia

image

Já fazia um tempo que eu não tive notícias dela, então, hoje de manhã, enviei algumas mensagens para a minha doutora. Sei que ela está viajando e queria somente informa-lá sobre um assunto e depois desejar pra ela uma viajem maravilhosa e uma ótima diversão.
Me respondeu muito cedo.
Eu adoro ela. Não é simplesmente a minha doutora. É algo mais.
Então, quando me revelou que na verdade a sua viajem não é por diversão, mas por problemas de família e de saude, fiquei muito triste.
Na minha idéia, ela, que é tão forte e esperta pra resolver cada meu problema, é uma superheroina. Mas tenho que lembrar e aceitar que os medicos também são pessoas. Pessoas extraordinarias, com certeza. Mas ainda pessoas e eles também podem ter problemas difíceis pra resolver. Eles também podem se sentir sozinhos e impotentes.
Então à admirei ainda mais.
Espero que tudo acabe bem. O meu coração fica com ela.

XXX dia

image

Está quasi frio. Nunca como na Itália, mas é a primeira vez que sinto frio de verdade aqui no Brasil.
Hoje foi o dia do encontrona oficina de literatura. O dever de casa era muito difícil. Escrever um conto sobre as interlineas da história contada pelo Tchecov do jogador que depois ter ganhado um milão no cassino, se suicida.
Na verdade, ainda faço muitos erros ortográficos, mas tomara que o treino contínuo na escritura me ajudará a melhorar.
Esse é o conto que escreví.

O vencedor

Que idiotas! Enquanto estava sentado p mesa de blackjack, quanto gostei de observá-los estremecer. Um bando de perdedores invejosos, que venderia a alma só para ter um pouco da minha sorte. Dava pra perceber tudo o calor da raiva que eles cuspivam pelos olhos. Lance a lance, eu destruiu a auto-estima deles, tornando-me a pessoa que mais odiam no mundo e, ao mesmo tempo, a pessoa que  mais querem ser.

Vocês também tem inveja de mim, não é? Idiotas! Acreditam que a felicidade está nesta pilha de dinheiro? Olham para mim! Eu dou a mínima para esse dinheiro! Eu posso até rasgar-lo, dar-lhe fogo e depois mijar-lhe sobre.

Porque eu não sou um idiota! Para mim o importante sempre foi vencer. Eu sou um vencedor e venci. Ninguém podia me derrotar. Sabem porque? Porque eu acredito que não tenho nada pra perder, além da vida. Então, só a morte talvez poderia me derrotar. Mas eu sou esperto e inteligente. Eu não vou ficar aqui esperando e implorando por mais uma gota de vida, quando Ela me pegar de surpresa. Por isso, agora eu vou puxar essa merda de  gatilho.
Eu não sou como eles. Eu não sou como vocês. Eu sou um vencedor. E, como um verdadeiro vencedor, sou eu que decido como e quando perder.