cronicas

LXXXIII dia

“Jamais se desespere em meio as sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda.”

Provérbio chinês

Fomos comer num restaurante chinês. Na verdade, eu não poderia comer nada, porque ontem fiz a extração de dois sisos (chiva sobre o molhado). Mas é sabado e não queria ficar em casa. Tenho a sensação que preciso aproveitar de cada momento. Também sem dentes.

Advertisements

LXXIX dia

Hoje uma pessoa me disse que, com a vida, temos que ser como surfadores. Nunca podemos prever o tamanho da próxima onda. E para mim é assim mesmo. As vezes, estou no fundo e não sei nem mergulhar, as vezes, domino a corrente e parece que nada pode me derrotar.

Foi um ótimo dia e, no final, sai com o meu marido para comemorar. Talvez amanhã vou contar porque. 

LXXVIII dia

Hoje falavo com um meu amigo sobre as possibilidades não colhidas, sobre o arrependimento. 

Na minha vida, sempre tentei de agir seguindo o instinto, então não tenho muitas coisas das quais me arrependo ou que queria fazer e não fiz. Mesmo assim, acho que cada possibilidade pode voltar. Não existe um trem que passa somente uma vez… até que a gente fica esperando na estação. O que muda é o momento único e exclusivo que faz daquela possibilidade uma escolha fundamental para a nossa vida. É por isso que é preciso viver intensamente. Não porque uma ocasião não pode voltar, mas porque, colhe-lá quando volta, não faz o mesmo efeito que poderia fazer colhe-lá da primeira vez. Porque mudou o tempo, mudou o momento. É aquela que podia ser uma situação mágica, acabou para ser simplesmente uma situação.

LXXIII dia

Depois se um tempo, resolvi de responder às mensagens do P., aquele que até alguns anos atrás, eu considerava a minha alma gêmea (antes de descubrir que não existe nenhuma alma tão parecida com a minha da me poder amar suficientemente). Me perguntava como estou e falei pra ele a verdade. Que é um período ruim, que estou cansada, que não entendo o porque de toda essa dor.

Quando falo com ele sempre penso que foi muito esperta em não escolhe-lo pra ficar juntos. De um jeito, poupei a sua vida. Agora está casado, tem um filho e imagino esteja feliz. O que eu poderia oferecer pra ele, além das boas lembranças.

E só que é estranho perceber como as pessoas que me disseram que me amavam, acabaram todas casando com outras mulheres. Talvez é por isso que eu mesma me casei com alguem que nunca me amou como eu quero ou preciso.

LIX dia

Pode acontecer em qualquer lugar. Mas isso não significa que tem que acontecer.

Hoje de manhã fiquei encantada com essa arvore de ype. Está perta da praça onde cada dia eu vou pra treinar. Imovel, eterna, perfeita. Uma beleza, um exemplo de harmonia natural, de graça.

Mas o mundo não reserva somente surpresas lindas.

Na tarde, tive que participar de um workshop sobre a cronaca, conduzido pelo Antonio Prata. 

Preciso fazer uma premissa. Alguns anos atras, em Milano, um maluco, vagando na rua, matou algumas pessoas batendo nas cabeças delas com uma picareta. Aquelas pessoas não tiveram nenhuma culpa; simplecemente estavam no lugar errado, no momento errado.

Hoje, enquanto estavo indo pra oficina, andavo pensando não sei o que, mas estavo distraida. Do nada, noto um cara parado no meio da rua, jogando coisas. Porque estavo perta do Minas tennis clube, no começo eu pensei que ele estava treinando por algum sport e que as coisas que estava jogando eram bolinhas de tennis (eu estava mesmo distraida!). Mas eram pedras…e ele jogava elas contro de mim. So depois de um momento infinito, quando uma daquelas pedras bateu no semaforo perto de mim, eu percebi que o grito que eu estava ouvindo era de uma mulher que me dizia: “Moça, saia daí!”

Tive sorte que ele não me pegou e que, depois quatros pedras, ele foi embora.

Mas doi suficiente para me deixar muoto assustada e para me fazer lembrar que o mundo é um lugar incrivelmente lindo, mas também incrivelmente perigoso, cruel e maluco.

LV dia

É sempre muito emocionante participar de algo pela primeira vez. Aqui a pouco eu e o meu marido vamos sair para participar a um arraià. Estou super feliz! Isso significa que vou fazer novas amizades, que vou passar um tempo muito legal. Tentei me fantasiar de algum jeito. Não sei se consegui… Mas tentei e foi muito divertido!

XLIV dia

image

A oficina de criação literária que tanto amei nesse periodo, infelizmente, hoje acabou.
Foi um bon tempo, uma otima ocasião para socializar, para apreender a escrever de um jeito um pouco melhor (tomara).
Para nos despedir, cada um da turma trouxe algo pra comer e comemorar. Eu troxe a minha pizza napoletana, mas quem arrasou de verdade foi uma minha colega com esses bolinhos super gostosos.
E a despedida foi mais dolce!